Notas de imprensa

 
 

A Altadis recebeu 1.482 denúncias de pontos de venda ilegais de tabaco em 2017

quinta-feira, 11 janeiro 2018

A Altadis recebeu um total de 1.482 denúncias anónimas em 2017 através da web do seu Plano de Ação “NÃO Contrabando” (nocontrabando.altadis.com) e do seu app para dispositivos móveis iOS e Android. Graças a esta colaboração cidadã, a Companhia pôde partilhar com o serviço de vigilância aduaneira da Agência Tributária e a Guarda Civil uma grande quantidade de informação sobre pontos de venda ilegais de tabaco distribuídos por toda a geografia espanhola, facilitando assim o combate ao comércio ilícito de tabaco.

Durante 2017, o primeiro semestre foi o que concentrou um maior volume de denúncias, com 828 avisos que representaram 56% do total. 30% das denúncias recebidas durante o passado ano realizaram-se através do aplicativo “NÃO Contrabando” para telemóveis. Com apenas ano e meio de vida, o app conta já com 1250 descargas.

Classificação por comunidades autónomas e por províncias

As comunidades autónomas onde se efetuaram mais denúncias em 2017 coincidiram com as mais afetadas pelo comércio ilícito de tabaco. Neste sentido, a Andaluzia continuou a ser a principal fonte de queixas anónimas cidadãs, representando 62,8% do total nacional. Seguida pela Comunidade Valenciana (7,2%), a Comunidade de Madrid (6,6%), Extremadura (5,6%) e Castilla La Mancha (4,9).

Por último, em relação à identificação dos pontos ilegais de venda, os estabelecimentos mais denunciados foram os bazares de alimentação (21,4%), as casas particulares (19,3%) e os quiosques (18,4%).


 
 

Contacto para meios de comunicação

+351 218 988 190

 
 
X

ALTADIS - Imperial Tobacco Portugal

Imperial Tobacco Portugal

  • Av.D.João II, Lote 9.I – 2ºA
  • Edifício Adamastor – Torre B – Parque das Nações
  • 1990-077 Lisboa - Portugal
 

Imperial Brands